Padrão internacional de segurança torna ainda mais rigorosas as regras que garantem o bem-estar das nossas crianças

Toda criança e adolescente deve ser colocado em segurança. Ou seja, é preciso garantir o bem-estar físico e emocional deles no ambiente escolar e estabelecer ações de prevenção de perigos por meio da aplicação de políticas internas, treinamentos contínuos e auditorias periódicas. Essa é a proposta das políticas de Salvaguarda que, a partir de 2016, estão sendo implementadas no GayLussac.

Desenvolver o conceito de Salvaguarda é estar em sintonia com a Proteção à Criança no seu sentido mais amplo e profundo. Trata-se de uma ação importante que serve de base para o adequado desenvolvimento das atividades acadêmicas, na medida em que se prioriza que a escola deve estar atenta à segurança e ao cuidado com os alunos.

Muitas das novidades propostas já são praticadas pela escola. Mas, a partir de agora, essas medidas serão submetidas a uma avaliação internacional periódica, pela qual passam todas as escolas do Grupo Cognita.

Cultura do Cuidado

Nosso compromisso é a manutenção dos mais altos padrões de cuidado, bem-estar e segurança de todas as crianças.

A cultura do cuidado é exigente. Ela orienta as decisões e ações tomadas na gestão cotidiana de todas as escolas integrantes do Grupo Gognita. Inclui a segurança dos ambientes educacionais, o cuidado e o bem-estar emocional dos nossos alunos, o rigoroso controle de funcionários e políticas de procedimento e treinamento robustos na área de proteção de crianças. Essa cultura é respaldada por nossos gestores, reportando-se ao Conselho Cognita.

Nossa abordagem

Todos os funcionários do Grupo Cognita têm a responsabilidade de garantir o bem-estar dos nossos alunos em todos os momentos. Trata-se de um dever fundamental. Cada escola da Cognita tem um comitê de salvaguarda, que atua de forma independente, com objetivo de garantir a observância das normas. Temos procedimentos rigorosos de seleção de pessoal, com exigências como verificação de empregos anteriores, solicitação de referências e entrevistas focadas nas questões de salvaguarda e antecedentes, que são realizados antes de qualquer contratação em uma escola Cognita.

Nós monitoramos e avaliamos regularmente as nossas escolas para garantir a segurança de nosso ambiente de ensino e aprendizagem. As políticas de governança de salvaguarda da Cognita são baseadas em requisitos legais do Brasil e em boas práticas do Reino Unido. Esta abordagem aplica-se a todas as escolas do Grupo. Em todos os países, procuramos ir além da legislação vigente em proteção à criança e ao adolescente.

A Cognita espera que todo pessoal, voluntários e outros terceiros compartilhem da manutenção dos mais altos padrões de proteção e segurança infantil. Também colaboramos em iniciativas setoriais de segurança infantil, em parceria com órgãos de educação, governo e as organizações de proteção à criança em todo mundo. Assim, a Gognita tem contribuído para o Grupo de Trabalho Internacional sobre Proteção à Criança, estabelecido pelo conselho de Escolas Internacionais, em 2014. A força-tarefa aplica recursos coletivos e conhecimentos especializados para abordar a salvaguarda em todos os setores.

Orientações

Das várias orientações, a escola já começou a implementar as seguintes políticas:

Política de Proteção à Criança

Em conformidade com a legislação, a Escola se certifica de ter os recursos em vigor para proteger e promover o bem-estar dos alunos, proporcionando um ambiente seguro e saudável de aprendizagem, protegendo as crianças de possíveis situações de risco. A política é ampla e envolve diversas ações, como orientações à equipe para identificação, comunicação e tratamento de qualquer situação de risco ou abuso, a prestação de primeiros socorros, prevenção de extremismos e radicalização, orientação com relação ao uso indevido de drogas, álcool e segurança na internet.

Código de Conduta dos Funcionários

Adultos têm um papel crucial a desempenhar nas vidas das crianças. O bem estar de crianças e jovens é de suma importância: este Código de conduta ajuda a estabelecer um ambiente o mais seguro possível de aprendizagem e trabalho que proteja as crianças, e reduza o risco de adultos serem falsamente acusados de conduta imprópria ou não profissional. O propósito deste Código de Conduta é fornecer um quadro claro de normas e comportamentos apropriado que toda a equipe e voluntários devem seguir e alertar sobre condutas ilegais, inseguras e inadequadas.

Política de Avaliação de Riscos

Nós temos um compromisso com o fornecimento de um ambiente de trabalho seguro e saudável e que inspire e forneça suporte para as conquistas acadêmicas e educacionais.
Nós utilizamos as avaliações de risco para nos ajudar a examinar qualquer potencial risco de danos, e também para nos ajudar a identificar e pôr em prática medidas específicas para minimizar e gerenciar esses riscos - estas avaliações incluem as visitas educacionais e a supervisão de alunos durante as atividades.

Política de Visitas Educacionais

Aprendizado Fora da Sala de Aula e Visitas Educacionais são parte integrante da vida escolar, promovendo a educação dos alunos e atendendo suas necessidades sociais e acadêmicas. A experiência de aprendizagem deve ser bem organizada e estimulante para todos. Os alunos devem ser bem preparados para a visita e, posteriormente, capazes de colocar a experiência vivida em prática. A saída deve ser bem planejada pelo Líder da Visita, que atribui a máxima importância à segurança e ao bem-estar das crianças.

Política de proteção contra incêndio

Esta Política descreve as disposições para gerenciamento efetivo de segurança contra incêndios, de forma a prevenir sua ocorrência e, em caso de incêndio, proteger as pessoas e a propriedade. Contamos com um Plano de Emergência robusto e efetivo para evacuação segura de todas as pessoas, sejam alunos, funcionários, visitantes ou usuários de serviços e leva em conta pessoas com mobilidade prejudicada. Este plano é testado periodicamente através de simulação de emergência.

Política de uso aceitável de ICTs, celulares, sites e redes sociais

A finalidade desta política é minimizar o risco de contatos inapropriados com alunos, proteger os funcionários e a Escola de litígios e minimizar os riscos de danos aos sistemas de ICT.

Política de segurança na internet

Esta política trata de orientar todos os colaboradores a estarem envolvidos e a garantir o ensino da segurança na Internet e a servirem como um modelo de uso responsável e seguro da tecnologia no GayLussac.
O acesso à Internet na escola está sujeito a filtros e controles que são atualizados regularmente.

Política de mídias sociais

O GayLussac entende que as oportunidades oferecidas pelas mídias sociais são de extrema valia. Nesse contexto, busca promover o uso positivo dessas ferramentas com fins educacionais e de comunicação dentro de sua comunidade. Esta política estabelece diretrizes para o uso das mídias sociais, ditando controles e boas práticas.